Entrevista para a revista The Evening Standard (2004)

Em abril de 2004, Amelia foi capa da revista The Evening Standard. Leia abaixo a entrevista completa:

O casamento de Amelia Warner com o menino selvagem de Hollywood não durou nem um ano, mas sua carreira de atriz está parecendo muito mais promissora.

Amelia tinha apenas 19 anos quando se viu , inesperadamente , sendo uma das mais invejadas mulheres do mundo. Durante um romântico feriado na praia, ela se casou por um capricho com Colin Farrell , 27 anos (filho do jogador de futebol irlandês Eamon Farrell) estrela do próximo filme Alexandre, o Grande e mundialmente conhecido libertino , cuja conquistas posteriores incluíram Britney Spears.

Dois anos e meio depois, e mais uma vez solteira, ela está sentada em uma mesa no Electric, enchendo-se com pão e balançando a cabeça enquanto reflete sobre suas aventuras passadas.
“Estávamos no Taiti”, diz ela. “nós fomos para a mesa de atividades e dissemos: ‘Queremos andar de Jet Ski, alimentar tubarões e queremos nos casar. Eles disseram: Legal, vamos fazer na segunda-feira a alimentação de tubarões, jet-ski na terça-feira e podemos encaixar o casamento na quarta-feira.’ Ele não foi juridicamente vinculativo, era apenas algo que fizemos para nós.” O casal estava namorando há oito meses quando fizeram a cerimônia à beira-mar.

“Eu teria me casado com ele de verdade,” Amelia passa uma sensação de melancolia. “nós estávamos devidamente apaixonados, tivemos uma festa com a família e tudo. Mas simplesmente não deu certo.” Quatro meses após o ‘casamento’, eles se separaram. Amelia, hoje com 21 anos, é compreensivelmente cautelosa em falar demais sobre Farrell. Além disso, ela tem muita coisa acontecendo em sua própria carreira, sem ter que se apoiar na dele . Este ano, ela aparece em dois grandes filmes: Love’s Brother, no qual ela estrela ao lado de Giovanni Ribisi e Adam Garcia, e Winter Passing, com Ed Harris.

Amelia nasceu para o negócio. Além de suas vantagens naturais (ela tem curiosamente um antiquado glamour e mais parece uma morena Brigitte Bardot) a atuação está em seu sangue. Ela é filha de Annette Ekblom, um dos esteios do drama da televisão britânica com papéis em  Peak Practice, Inspector Morse, Cracker, no histórico dela.

Uma das primeiras lembranças de Amelia foi a de ir ao camarim para ver sua mãe depois que ela foi protagonista de Blood Brothers. ‘Eu amei muito “, ela lembra. “Mas era apenas o trabalho de minha mãe. Na verdade, ela ser uma atriz provavelmente me deixou fora disso mais do que qualquer coisa “. Apesar de seu sotaque britânico nítido e aparência cosseted (considerado um vintage moderninho), a vida de Amelia nem sempre foi brilhante. Seus pais nunca se casaram, e sua mãe, que tinha apenas 23 anos quando Amelia nasceu, cuidou dela sozinha. Amelia é modesta sobre a nomeação de seu pai, um músico que mora em Yorkshire, mas ela o vê regularmente e gosta muito de seus meio-irmãos.

Sua mãe mora na esquina, e elas parecem se comportar mais como irmãs, muitas vezes indo juntos para coquetéis no bar onde nós estamos agora sentados. “Eu nunca soube o quão jovem ela era ao me ter, até agora”, Amelia confessa. “Quer dizer, ter um bebê com a minha idade deve ter sido assustador, não posso nem imaginar. Quando eu estava na escola, adorava ter uma mãe jovem, porque ela sempre ganhava  das outras mães nas corridas no dia do esporte.”

As economias eram reduzidas; elas viviam em uma propriedade modesta com vista para Ladbroke Grove, mas Ekblom sempre fez disso uma prioridade para economizar dinheiro suficiente para que Amelia tivesse o mesmo uniforme que os seus amigos e pudesse continuar nas mesmas excursões escolares.

Então, com 10 anos, Amelia ganhou uma bolsa para embarcar na Rickmansworth Masonic School, e isso trouxe para casa com pela primeira vez o disparidade entre a renda de sua mãe e a dos pais de seus novos amigos.

“Eu nunca pensei em nada disso até ficar na casa de um colega para o fim de semana, e eles tinham uma casa enorme com portões elétricos. Essa foi a primeira vez que pensei, ‘Oh merda, eu não sou como os outros.’ Eu tinha muita vergonha quando alguém pedia para ir ao meu apartamento, embora as pessoas achassem que era muito legal. Por um tempo, parecia que eu estava vivendo duas vidas. Era estranho, porque os meus amigos de condomínio falavam de uma certa maneira e se comportavam de determinada maneira, e os de escola falavam e se comportavam completamente diferente.” Nesse ponto, a ambição de Amelia era se tornar bióloga marinha.

“Eu estava obcecada, de chegar a ter um arquivo cheio de todo o tipo de animal marinho. Eu queria estar em um barco na África do Sul assistindo tubarões-braco, mas apesar do meu assunto favorito na escola ser biologia, eu costumava contar as horas para a minha aula de teatro.” No final, a decisão foi tomada por ela quando, aos 16 anos, um agente a viu atuando em uma peça de teatro que ela co-escreveu no teatro Royal Court Youth. Seu primeiro papel foi uma pequena participação na série Kavanagh QC (interpretando a sobrinha atrevida de Tom Courtenay) e, gradualmente, as oportunidades começaram a aparecer. Ela ganhou um papel em Quills, o filme sobre o Marquês de Sade, e apareceu na adaptação do livro de Kingsley Amis para a TV, Take a Girl Like You. Ela ainda se recusava a aceitar o seu destino, garantindo a nota A nas suas provas finais e ganhando um lugar na Goldsmiths College para estudar história da arte.

Junto com seu resultado acadêmico (dois A’s e um B), veio a oferta para estrelar na produção da BBC de Lorna Doone , como a protagonista.

A faculdade tem estado à espera desde então. “Eu ainda vou ir para a universidade”, ela insiste, um pouco implausível “Mas agora eu não posso me comprometer com isso da maneira merecida. Eu ficaria muito preocupada em perder alguma coisa”. E até agora, ela tem adquirido o máximo de experiência da sua curta vida o tanto quanto ela puder.

Ela conheceu Colin Farrell no final do mesmo ano, por meio de amigos em comum em Los Angeles, e eles embarcaram em um apaixonado romance. “Eu o amava muito “, diz ela, francamente, “E tive os momentos mais incríveis da minha vida com ele”.

“Ele foi um parceiro fantástico. Estávamos juntos há pouco mais de um ano, e passamos apenas dois dias separados durante todo esse tempo. Estávamos vivendo apenas com nosso próprio dinheiro.” Ela foi para Praga, onde ele estava filmando Hart’s War, com Bruce Willis; ele apareceu para a estréia Quills com ela e já tinha o nome dela tatuado em seu dedo.

Quills premiere

Quills premiere, novembro de 2000. Beverly Hills, CA

002

Colin e Amelia tatuaram o nome um do outro em seus dedos anelares.

Então, o que deu errado? Os rumores são de que Farrell foi infiel. “Ele não fez nada de errado, nós eramos apenas muito jovens”, diz Amelia. “Eu tinha coisas para fazer e ele tinha coisas para fazer, e simplesmente não deu certo, o que foi muito triste.”

Segundo ela, eles não entraram mais em contato um com o outro. “O Colin que eu conhecia é muito diferente do Colin que vejo agora. É por isso que sinto que eu não posso falar sobre o nosso relacionamento, porque é como se eu estivesse falando de uma pessoa diferente. Me perturba ver como ele está sendo representado agora ou como ele escolhe representar a si mesmo. Eu não acho que ele é inocente; ele escolhe fazer essa parte.” E será que ela aprova o novo cabelo loiro dele (Colin precisou descolorir seus cabelos para o filme Alexandre o Grande)? Ela torce o rosto em desgosto. “Nenhum comentário”, diz ela. Sua fama imerecida como a ex de Farrell é claramente desagradável para ela, mas parece que ela não tem grande ambição para seguir seus passos e tornar-se um nome conhecido em sua própria maneira.

“Eu odiaria ser uma grande estrela”, diz ela apaixonadamente.

“Mas acho que há uma maneira de fazer este trabalho, onde você ainda pode andar na rua e não ser incomodada. Não é uma questão de se ter uma grande carreira e arruinar sua vida, ou recuar e não fazer os papéis que você quer fazer. Se você está o tempo todo com guarda-costas, chamando a atenção para si mesmo, então você está se abrindo para que as pessoas pensem que te conhecem. Mas se escolher o tipo de divulgação que você faz cuidadosamente, acho que pode funcionar.” Enquanto isso, Amelia é implacável sobre os papéis que ela vai aceitar, uma atitude que você esperaria encontrar em um ator experiente; mas também surpreendente e admiravelmente, em uma jovem mulher também.

“Quando alguma coisa aparece, eu sempre sei se é certo ou errado”, diz ela.

“Eu tenho uma ideia da carreira que quero ter, e eu não quero me comprometer. Empregos aparecem e as pessoas dizem que são um meio para um fim, mas eu não quero nunca mais fazer algo como um meio para um fim. Eu prefiro fazer um bom filme em um ano do que cinco filmes medíocres. O que significa trabalhar menos do que eu gostaria.” Não que isso pareça ser uma dificuldade particular.

Ela está gostando de passar o tempo em seu novo apartamento em Notting Hill (com apenas um quarto de dormir) que ela comprou depois do Natal, e se arrastou para seu bairro novo graças as lojas de roupas vintage e as panelas para fazer carne. “Eu sou uma senhora dona-de-casa “, ela ri.

“Me encontro com alguém para o almoço, depois com um amigo para o chá, então eu dou a volta em todos os bares em Notting Hill.” Esta rotina frívola é algo que ela leva a sério, tendo experimentado a dificuldade de restabelecer a sua vida em Londres, após o fracasso de seu relacionamento com Farrell.

“Eu tinha desaparecido durante um ano inteiro, e quando voltei, nada disso realmente fazia sentido. Levei pelo menos um ano para voltar a me acostumar e foi muito difícil.” Especialmente porque ela estava com o coração partido? “Exatamente”, ela acena com a cabeça.

“Quando você está atuando, tem uma vida social pronta, tudo que você faz é ir até o bar do hotel e lá estão seus amigos. Mas, em seguida, eu vou para casa e me sinto realmente deprimida. E é difícil de descrever para seus amigos de verdade o que você passou. São três meses de um
vida diferente e é muito estranho.”

“Agora eu amo o tempo que passo em casa. Eu amo Londres, amo as pessoas inglesas, eu adoro o clima. Eu gosto de ter certeza de que vou ver meus amigos e passar o tempo adequado com todos. Você não pode tomar isso como certo porque não vai necessariamente estar lá quando você voltar.”

Claramente, ao contrário do seu ex “marido”, Amelia não está em perigo de deixar que a fama e a fortuna lhe subam à cabeça.

SCANS DA REVISTA:

PHOTOSHOOTS:

Fontes: Colin Farrell Fansite

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s